Uns Tantos Contos
a. c. braga
NÚMERO DE PÁGINAS: 208
ANO:2013
ISBN:978-85-64855-51-9

Sinopse


“Formou-se um cenário de filme de caubói. A posição em que se encontrava Zé Otávio bloqueava a única saída existente. Todos os presentes se espremeram contra as paredes laterais, deixando frente a frente, um mirando o outro, os dois inimigos.

Horrorizados, todos se anteviram testemunhas de um duplo fratricídio.

Àquela distância nenhum dos dois erraria o tiro.

Fez-se um silêncio quase absoluto. Só se ouvia a respiração ofegante dos circunstantes. Os irmãos, estáticos, braços estendidos, apontavam as armas prontas para o disparo fatal. Assim permaneceram por infi ndáveis segundos, como se estivessem querendo aumentar a agonia do antagonista e da plateia.

De repente começaram ambos a suar copiosamente. O suor descia pelas faces e pingava, gota a gota, pelos queixos. À sudorese sucederam-se violentos tremores das mãos que sustentavam as armas. Tremores que acabaram sacudindo os corpos até então imóveis. As duas armas foram ao chão.

De repente, muito de repente, ouviu-se, partindo dos dois, um ruído que todos identifi caram como o prenúncio do mau cheiro que logo depois empesteou todo o ambiente. A cueca de Tavinho, de malha, reteve o malcheiroso excretado, mas a cueca de Zé Otávio, samba-canção, deixou passar os fétidos excrementos, escorrendo perna abaixo, sujando o chão do vestiário dos campeões. Como bons univitelinos, os irmãos haviam feito tudo harmoniosamente — a mesma sudorese, a mesma tremedeira, o mesmo ruído, o mesmo mau cheiro.” - Trecho do conto “Os Gêmeos”

Facebook Twitter Google+
Nosso canal no YouTube
Livrus Negócios Editoriais

Rua Sete de Abril, 277 • Cj. 10 D
CEP 01043-906 • São Paulo • SP
E-mail • livrus@livrus.com.br


FIXO [11] 3101-3286
SKYPE LIVRUS.NET
WHATSAPP [11] 9 5730-6014